Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Precisando do nosso logo? Baixe-o em um dos seguintes formatos:
Vetorial (.svg)|Rasterizado em alta resolução (.jpg)|Ícone (.ico)
Obs.: não utilize nossa marca sem autorização.
Feito!
Erro!
Texto compartilhe nas redes sociais 2.PNG

ADEUS TIO NICO - Homenagem Edi Fontana

Anterior ▲Próximo ▼
« Última» PrimeiraPublicação:
ImprimirReportar erroTags:antonio, neto, segue, teu, coração, euclides, bagre e ernesto224 palavras3 min. para ler
ADEUS TIO NICO - Homenagem Edi Fontana
Clique para ampliar
Antonio Augusto Fagundes

Cria do lendário Alegrete

Tu foste mais um ginete

Dos “cavaleiros da paz”

Hoje na campa tu jaz

Foste por Deus te querer

E nós vamos perceber

A falta que você faz!

 

Compositor e humorista

Bom cantor e advogado

Para nós deixou um legado

Que vai durar toda vida

Tua carreira foi vencida

Nós perdemos um turuna

Tu deixaste uma lacuna

Que jamais será preenchida!

 

Historiador por excelência

Tuas “origens” não negam

E nas artérias carregam

A seiva forte do pago

Que é sorvida trago a trago

Num chimarrão topetudo

E vai seguindo sisudo

O destino de índio vago!

Se alguém um dia perguntar

Onde fica o alegrete

Tu encontrarás um ginete

E dirás com emoção

Que pra encontrar esse torrão

Tem que se manter no prumo

Dizendo assim: segue o rumo

Do teu próprio coração!

 

O Euclides (bagre) e o Neto

O Ernesto e o Doroteo

Pra ti tiram o chapéu

Nós fizemos a mesma ginga

Bebemos água na restinga

Que fica perto daqui

E tu no céu c’o irmão Darci

Anime o “rodeio coringa”!

 

E agora que tu subiste

Pro rumo do pago santo

Lá encontraste outros tantos

Gaúchos de muita ciência

Botando a mão na consciência

Vai dizer sem usar luxo:

“bom dia gaúchas e gaúchos

De toda a nossa querência!”

Autor: Professor e Poeta Edi Fontana

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharTweetarCompartilharPin it
 
Texto compartilhar.PNG