Atenção!A página impressa é diferente da página exibida na tela do computador.
Feito!
Erro!
Texto compartilhe nas redes sociais 2.PNG

Trindade do Sul é destaque no cenário econômico estadual

Voltar ↖Seguir ↘
« Última» PrimeiraPublicação:
ImprimirReportar erroTags:cálculo, simplificado, considera, receita, bruta, empresa, variáveis e pesos458 palavras7 min. para ler
Trindade do Sul é destaque no cenário econômico estadual
Clique para ampliar
Com uma grande expectativa, esperava-se a publicação do Índice de Participação dos Municípios no retorno do ICMS para o ano de 2018 (IPM 2018). A mesma ocorreu com a edição do Diário Oficial do Estado (DOU) no último dia 22 de setembro e foi muito bem vinda pela administração municipal. Atendendo as expectativas, pode-se confirmar o crescimento econômico, que coloca o município de Trindade do Sul na terceira posição dentre os municípios gaúchos que tiveram a maior variação positiva em crescimento.
Diante de um cenário de recessão econômica que afeta todo o país, Trindade do Sul destaca-se com um aumento de 17,74% no IPM 2018, ficando somente atrás dos municípios de Três Passos com crescimento de 19,91% e de Xangri-lá com 18,15%, pulando de um índice de participação de 0,06068 para 0,071447.
O estado prevê arrecadar em 2018 um valor estimado em R$ 33,059 bilhões. Destes, 25% (R$ 8,26 bilhões) são destinados aos município conforme o IPM 2018  de cada um. Com esse crescimento projeta-se uma arrecadação a maior para os cofres de Trindade do Sul em cerca de R$ 900.000,00 durante o ano de 2018.
O rateio na arrecadação do ICMS é definido por uma série de fatores estabelecidos em lei. O fator de maior peso é a variação média do Valor Adicionado Fiscal (VAF), que corresponde a 75% da composição do Índice e é calculado pela diferença entre as vendas e as compras de mercadorias e serviços em todas as empresas localizadas no município. Para as empresas optantes do Simples Nacional é feito um cálculo simplificado que considera como valor adicionado 32% da receita bruta da empresa. Outras variáveis e seus pesos são a população (7%), a área (7%), número de propriedades rurais (7%), inverso do valor adicionado per capta (2%), e pontuação no Programa de Integração Tributária, PIT, (0,5%).
A produção agrícola ainda é o carro chefe na composição do VAF do município, contribuindo com 46,79%, seguido pelas indústrias de transformação e beneficiamento com 32,26%, comércio atacadista e varejista com 15,92% e serviços e outros com 5,03%.
Enquanto o estado teve um aumento no VAF de 5,35% Trindade do Sul atingiu 27,64%. As indústrias de transformação e beneficiamento destacaram-se com crescimento de 66,54% em relação ao ano anterior. O comércio varejista e atacadista cresceu 37,65%, a produção agrícola 28,67% e teve-se uma queda no setor de serviços e outros de 4,63%.
Todos esses dados positivos e que destacam o município reflete um cenário de comprometimento e de trabalho da administração em busca do desenvolvimento municipal, buscando sempre o crescimento de Trindade do Sul. A administração não mede esforços para fomentar investimentos, qual sejam na área empresarial ou no setor agrícola.


Esse aumento na arrecadação terá efeitos muito positivos para o ano vindouro e os valores repassados pelo estado serão investidos diretamente para uma melhor qualidade de vida dos munícipes bem como para fomentar ainda mais o crescimento de Trindade do Sul.

Compartilhar página nas rede sociais:
CompartilharCompartilharTweetarCompartilharPin it
 
Texto compartilhar.PNG